Sexta, 5 de maio de 2017



Jamais troquei de lado.
Por quê? Eu não tenho lado.
Ou melhor, o meu lado sou eu






Atualizado diariamente até o meio-dia.
Eventualmente, à tarde, notícias urgentes.












NOVIDADES NA BAND RS.
EM BREVE








semi-licença-saúde - parte 2





A TVE TEM JEITO! 
É SÓ NÃO SER UMA REPARTIÇÃO PÚBLICA






Tenho assistido a programação local da TVE. De um modo geral, é boa. Estranho apenas as chances dadas a grupos e pessoas sem competência nem para se apresentarem em aniversário de madrinha.
É o tal negócio: são programas locais - nada a ver com o "glamour" das produções comerciais que se destinam às redes. Rigorosamente a ver com quem vive por aqui. Os cenários são bons e os profissionais que estão na tela sabem fazer. Pautas atuais e nada a ver com propaganda de governos
Só uma coisinha: alguns programas poderiam ter alguns minutos a mais.
De resto, vários programas da TV Brasil são muito chatos, que são transmitidos pela TVE.
Legal é o Roda Viva, todas as segundas, mas é a TV Cultura.
...
A programação local termina às 22 horas.
Já sugeri que façam um talk show, neste horário. Para ser uma alternativa para a xaropada da TV aberta. Imagina, uma ou duas entrevistas por dia com pessoas que atuem no Estado ou tenham alguma relação. Nada de puxação de saco com "estrelinhas globais" que se apresentam por aqui - nas TVs, qualquer porcaria se torna "atração nacional". E nos finais de semana, melhores momentos.
Já imaginou, Orestes?
Arrisco em sugerir um nome: Felipe Vieira, que está apresentando o talk show 9:30 na TVU. Mas claro que existem outros nomes.
...
O jornalista Orestes de Andrade Jr., presidente da TVE e FM Cultura, escreve sobre os primeiros 30 dias da nova programação:

Faz (só) 30 dias que a TVE mudou sua programação. A proposta foi reunir todos os programas locais da emissora em quatro horas, no horário nobre - das 18h às 22h. Abre parêntese. Sabemos que o horário nobre vai até meia-noite, mas por questões trabalhistas/financeiras não conseguimos avançar a marca das 22h. Fecha parêntese.

Resultados até aqui:

- a TVE tem a maior programação local  do RS;

- o novo programa, Panorama, uma revista eletrônica noturna, tem aprofundado um assunto por dia, trazendo várias visões sobre a pauta, trabalhada ao longo de uma hora. Muitas vezes com convidados discordantes que comentam o assunto ao vivo, lado a lado. Ninguém aprofunda a notícia como a TVE;

- o debate voltou ao RS! Todos os dias, no Debate TVE, um assunto é discutido com ponto e contraponto;

- pela primeira vez, o governo sofre críticas - e, claro, tem espaço para defesa - na programação jornalística a TVE. Isso nunca ocorreu, em nenhum governo, em nenhuma época. Democracia pura! Exemplos: 1) críticos ferrenhos das extinções das fundações foram ouvidos amplamente na TVE; 2) deputados de oposição são habitualmente ouvidos pela reportagem.Por incrível que pareça, nem sempre isso ocorreu!

- o TVE Esportes, às segundas, das 21h às 22h, é sucesso de audiência tanto na TV como nas redes sociais;

- nenhuma TV no RS usa tanto as redes sociais como a TVE. Todos os dias vários programas são transmitidos ao vivo pelo Facebook, Twitter e YouTube. Toda a programação é transmitida pelo site da emissora;

- a dupla de apresentadoras, Dalva e Fernanda, são os novos nomes da TV gaúcha;

- só na TVE o tradicionalismo tem um espaço cativo no horário nobre: o Galpão Nativo vai ao ar todas as terças-feiras, das 21h às 22h, com a manutenção da veiculação tradicional aos sábados e domingos, às 8h;

- o Consumidor em Pauta, com Machado Filho, que retornou à grade, traz, diariamente, orientações úteis para todas as pessoas;

- só na TVE há uma hora inteira diária dedicada à cultura (Radar e Estação Cultura). Já existia, mas agora os programas estão juntos, na faixa das 18h às 19h.

Em tempo: a nova programação da TVE ganhou novos cenários, melhores recursos técnicos (iluminação, conserto de ilhas de edição, entre outros) e humanos (maquiadora e figurinista) bancados com recursos privados, via Lei Rouanet. É a prova inicial de que a emissora pode ser mais sustentável, que pode ter outras fontes de financiamento além do Estado.

P.S.: Com novas medidas de gestão e racionalização dos recursos públicos, ainda reduzimos o gasto mensal em cerca de R$ 40 mil mensais. No final do ano serão quase meio milhão de reais economizados.



-


INJUSTIÇA COM O GUERREIRO DO POVO BRASILEIRO!!

Ao chegar em Brasília

Dirceu é chamado de "ladrão" por manifestantes




-

A IDIOTICE VOLTOU COM TODA FORÇA - Tinham parado com o negócio de suspeito e suposto, mas voltou com toda força.
Hoje, dou apenas um exemplo:

Cachoeirinha

Rainha de bateria foi morta por fecharvidro do carro na mão de suspeito, diz polícia


PQP, Olhem que texto ridículo!!

A rainha da bateria da escola de samba Imperatriz Dona Leopoldina, Paola Serpa, 33 anos, foi morta durante roubo de veículo por ter fechado sem querer o vidro do carro na mão do suspeito Douglas Rodrigues da Rosa, 19 anos, em fevereiro, em Cachoeirinha.

A mesma idiotice escutei hoje de manhã na rádio "líder".
Sabe o que deve estar acontecendo? Entrou um novo "adevogado" no grupo e deu a ordem de considerar todos como "suspeitos" até a condenação final.
...
O curioso é que ao mesmo tempo falam em suspeitos, na frase seguinte falam em "criminosos".


-


10 ANOS DO METRO - Envia o editor executivo Maicon Bock:
Neste domingo, o Metro Jornal completa dez anos no Brasil. A primeira cidade foi São Paulo, lá em 7 de maio de 2007. E por isso teremos uma edição especial que irá circular nos principais pontos de lazer de Porto Alegre, como os parques Redenção, Parcão, Germânia e Marinha, as praças da Encol e da Tristeza e as orlas de Ipanema e  Gasômetro. É a partir das 9h que começa a distribuição.
 Nessa edição, vamos contar quem somos e um pouco de como fazemos nossas edições, além de uma seleção das melhores capas que já veiculamos. E também curiosidades que muitos leitores têm. Por exemplo, você sabia que o Metro é o maior tabloide impresso gratuito do país? São 505 mil exemplares por dia, distribuídos em uma dezena de cidades, em mais de 300 pontos.
Com a mesma pegada dinâmica das edições do Metro, com alta qualidade gráfica e jornalística, o especial de 10 anos contará um também da história do tabloide, que nasceu em Estocolmo, capital sueca, em 13 de fevereiro de 1995, e que hoje está presente em 21 países. Em Porto Alegre, o jornal circula há cinco anos.
Vamos aproveitar a data para lembrar muito do que fizemos até chegar a mais nove cidades. Mas também olhar para a frente, propondo uma reflexão divertida sobre o que esperamos para os próximos dez anos.


-


"CASA LEGISLATIVA" - Escreve o Ivanhoe Eggler Ferreira, do http://ivanhoeegglerferreira.blogspot.com.br/:
Seria hilário mas como tratasse de uma "casa legislativa" onde esses senhores deveriam estar trabalhando e cuidando de assuntos sérios,a piada acima passa a ser de mau gosto. Isso está acontecendo na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul. Um "nobre deputado" daquela casa (pasmem: o próprio presidente da Assembléia) está homenageando com a medalha mais importante outorgada pelo estado que é a Medalha do Mérito Farroupilha,  vários participantes de um programa da TV Globo, The Voice Kids 2017.
Como gaúcho que sou,  fico me perguntando se essa gente não tem mais o que fazer do que escrachar o Rio Grande do Sul que, segundo ao que me consta, encontrasse em estado falimentar , com certeza entre tantas omissões e incompetências de seus governantes, um dos motivos é a gastança patrocinada por esses senhores e essas atitudes prá lá de ridículas.  O nome do sujeito é Edegar Pretto. E a única atitude a ser tomada contra mais essa idiotice é lembrar do nome desse energúmeno aí nas próximas eleições. Está mais que na hora do povo riograndense escolher melhor em quem vota, procedendo o que poderia se chamar "uma profilaxia" na política gaúcha.  Que vergonha!!!!!!


-


SÓ VOMITANDO! - Não suporto mais este papuino de assédio. Agora só falta as gurias da Tia Carmen entrarem na justiça.
Hoje de manhã, o Fabaiano Adamy me envia o texto daquela "eterna vítima" de assédio, a tal Su Tonani.
Mais uma vez, como aquela carta inicial, o texto não é dela. Aposto o que quiserem.
Está na Folha de S.Paulo de hoje.
Olhem que joia de título:

Me deixem deixar de ser vítima: me deixem voltar a ser eu


É uma picaretagem pura, bem de acordo e para satisfazer a "classe média consciente".
Olhem só o início do papinho da dita:

Não, eu não fui amante de José Mayer.
Declaro que não fiz acordo com nenhuma parte envolvida e muito menos recebi algum dinheiro.
Não fui demitida da Rede Globo. O meu contrato, como o previsto, se encerrou com o final da novela.
Declaro que não retirei queixa contra José Mayer pelo simples fato de que nunca a fiz.
Eu fui vítima de assédio sexual. E agora estou sendo vítima novamente. Das especulações que colocam dúvidas sobre a minha dor. E me fazem revivê-la.

E este trecho?

Essa é a história que o mundo machista gosta de contar. E que nos acostumamos a aceitar como versão mais plausível. Saiba: essa prática nos desempodera. Nos revitimiza. E neste momento é como me sinto. Me sinto vítima novamente.

Não vomitem ainda. Olhem este trecho:

Vítima de profissionais exibicionistas. Vítima da narrativa produzida por tabloides irresponsáveis, das versões misóginas da violência que vivi que tornam suspeito meu gesto de denúncia, bem como a sororidade das que me apoiaram. E tenham certeza: estou sendo revitimizada pelo machismo que tenta me enfraquecer, me roubar a coragem de lutar. Mas cada vez que o conteúdo que questiona minhas razões é compartilhado, não sou só eu que estou sendo subjugada. Toda vítima está sendo coagida. Reprimida. Oprimida. Todas as que ainda não se manifestaram, em qualquer contexto, no país todo, duvida de si. E cogita seguir calada.

Querem ler mais?
Depois não me culpem pela vomitada.
O link é http://agoraequesaoelas.blogfolha.uol.com.br/2017/05/05/me-deixem-deixar-de-ser-vitima-me-deixem-voltar-a-se-eu/





-


NÃO DÁ PRA AGUENTAR - Repórter de rádio não pode ter voz de criança. E nem aquele tipo, que não se sabe se é homem ou mulher.


-


VIZINHANÇA - Neste sábado acontece a quinta edição do evento Vizinhança na Calçada. O grupo ocupa calçadas e ruas com atividades positivas entre vizinhos e amigos, a fim de diminuir a criminalidade na nossa  região (Cidade Baixa, Azenha, Farroupilha, Centro Histórico, Menino Deus, Santana e Petrópolis).
Dentre As atrações, diversos jogos para todas as idades, brinquedos antigos, cama elástica, apresentação da escola Ballet Redenção, do canil do BOE, de banda de Pop Rock. Haverá troca de mudas de plantas e temperos, brechó, arrecadação de agasalhos e medicamentos (a serem encaminhados ao Banco de Remédios). Cada convidado traz um prato para dividir com os vizinhos no lanche coletivo. O mais importante de tudo, é que os vizinhos podem se conhecer uns aos outros, trocarem ideias de melhorias. Também será lançada a quinta edição do jornal Voz da Vizinhança.

(clica em cima que amplia)




COISINHA MAIS RIDÍCULA - Ele sempre caprichou nos trajes.
Até há pouco ele sempre andava fantasiado.
Assim:



Agora, apareceu desse jeito na câmara dos deputados.
A que ponto chegou o PDT! Este é o presidente estadual!!







-


POR FALAR EM RIDÍCULO






-~


piadinha




4 comentários:

  1. A tve não tem mais sinal analogico ou piorou a expansão do sinal pois aqui em gravatai não pega nem com antena externa(analogica) digo isto porque no meu dia a dia no meu local de trabalho tenho uma tv antiga de 20 polegadas com antena externa e de um tempo para cá os canais 2,4,5,7 esta dificil de se ver o 7 da tve não abre nada os outros ate tem imagens com aquele chuvisqueiro e som sera que com o digital ja estao nos abandonando o analógico desligando as antenas retransmissoras
    Obs.na residência que fica no mesmo terreno do trabalho a smart tv digital pega beleza .abraços

    ResponderExcluir
  2. O deputado ao discursar no plenário usando chapéu me faz lembrar o BATACLAN do Século XXI, aquele idoso que é visto na TV Pampa sempre com óculos de sombra e carregando relógios em ambos os pulsos. Costumava usar chapéu. Isto é o cúmulo da falta de educação, não importando se tem diploma de nível superior ou não. Falta de educação não é compensada pela posse de diploma algum, assim penso.

    ResponderExcluir
  3. Caro Vega, aqui em Taquari a TVE digital pega que é uma maravilha. Eles eliminaram o sinal analógico.
    Não sei se é um problema meu, minha TV, mas não estou pegando o sinal digital da TV Ulbra ( adoro assistir ao programa do grande Reque - Cadeira Cativa).
    A publicidade institucional deles afirma que o sinal digital já está funcionado? Pego todos os demais canais digitais, exceto Ulbra TV. Alguém tem alguma informação? Abraços.
    Quando a TVU terá sinal digital?

    Em relação à rádio Band, fico triste com as demissões em série que estão ocorrendo por lá. O Reque era o esteio do esporte deles (inclusive por que era quem mais vendia comerciais, cujos contratos devem estar vencendo e, provavelmente, não serão renovados), e, com sua saída, a qualidade caiu muito. Eu sempre gostei do Renato Martins, principalmente pela sua erudição e gosto pelo cinema. É uma pena, pois adoro e sou um consumidor voraz dessa mídia. Se demitirem o Casagrande, Guaíba nele!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Bah!! E os sapatos fo Falcão?!?!? Hahahah

    ResponderExcluir