Quinta, 31 de julho de 2014


Atualizado diariamente até o meio dia.
Eventualmente, a tarde, notícias urgentes.









ponto do dia



UMA CRISE ANUNCIADA.
ESTAMOS NA MESMA ROTA

O espaço hoje é do jornalista Gilnei Lima - www.gilneilima.com




A crise que afeta a Argentina não é nova, tampouco novidade.
As maquiagens nos dados econômicos vêm sendo aplicadas há muito.

Medidas arbitrárias, de intervenção em preços e nas atividades da iniciativa privada, desaceleram o crescimento. Pior. Formam os degraus do déficit primário. Da economia de base.
Ações e medidas tomadas com bases 'exclusivamente' com inclinações de domínio ideológico, afetam diretamente a instável economia de mercado real. Aquele que é percebido pelas pessoas, em suas mais básicas necessidades cotidianas, tais como ir ao supermercado e fazer compras em feiras.
Não estamos falando em macroeconomia, mas na dinâmica dos centavos, que somados à outros tantos centavos, formam a unidade de uma moeda. Quando um governo [qualquer governo] se apodera do valor da moeda de um país, determinando quanto ele valerá, e quanto meio circulante estará disponível, este país está em estado de coma, que poderá ser irreversível. O óbito do Estado é iminente.
Lamento estarmos, à passos largos, na mesma estrada, conduzidos pelas mentiras produzidas pelo calor dos desenfreados gastos públicos, investimentos fora do país, em fundo falsos e perdidos, financiando a utopia de outras nações, enquanto o poço seca e a 'Mantega' derrete sob o sol do Oriente perdido, em meio às suas milenares crises.



* * * * *


ponto da fotografia


Marcelo S. Santos: Agora não falta mais nada (via casseta)






* * * * *


ponto dos sumidos


Parece aqueles programas de rádio para encontrar parentes perdidos no mundo.
Só parece. É para que tenhamos notícias de pessoas que estão "sumidas" há tempo.
(Outro dia perguntei, no Facebook, se alguém tinha notícias de um jornalista, Ben-Hur Severo. Me disseram que faleceu. Não o via desde os anos 80.)
Certo? É só mandar o nome do seu "sumido" e alguma referência pelo jlprevidi@gmail.com

POR ONDE ANDA CÉSAR ROGÉRIO VALENTE?

Estava todos os dias nos noticiários da TV e rádio. Dava opinião sobre tudo.
Foi presidente da Federasul.

--

POR ONDE ANDA GERT SCHINKE?

Foi vereador em Porto Alegre. Ecologista. Sempre de bicicleta, quando ainda não era moda.



* * * * *


ponto midiático



VON MITSEN - Eu e o Denis Boaz estamos dando início num trabalho visando espetáculo teatral-musical. Por enquanto estamos selecionando as músicas - a música no clipe em anexo é do Grupo Língua de Trapo, interpretadas e tocadas por mim (Banjo, Harmônica e segunda voz) e pelo Denis (violão, baixo, pandeiro e primeira voz) - além de outras autorais.




--
ESTREIA - Neste final de semana, Geison Lisboa estreia na reportagem esportiva da Rádio Guaíba. Vem da Band.
Carlos Guimarães? Só na outra semana.
--
COLETIVA


--
RECEBO - A ZH de hoje inventou o editorial assinado e travestido de informação jornalística.



* * * * *


ponto da eleição



PREFEITOS COM TF - Mobilizar a campanha nos municípios gaúchos para a reeleição de Dilma Rousseff e de Tarso Genro e a eleição de Olívio Dutra para o Senado Federal foi o tema da reunião da Coordenação dos Prefeitos e Vice-prefeitos do PT/RS, realizada ontem, em Porto Alegre.
O encontro ocorreu à noite, na sede municipal do partido e contou com cerca de 20 prefeitos e vices de todo o Rio Grande do Sul. A coordenação foi do prefeito Nelson Grasselli, de Pontão, com a presença do presidente estadual do PT, Ary Vanazzi, e do secretário estadual do Gabinete dos Prefeitos, Jorge Branco. Os prefeitos estão em Porto Alegre para participar do 34º Congresso da FAMURS (Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul).
--
VIEIRA - Candidato ao Piratini pelo PDT, Vieira da Cunha participou ontrm do 34º Congresso dos Municípios da FAMURS, em Porto Alegre, onde respondeu a perguntas enviadas por representantes de diversas regiões do Estado.
Primeiramente, Vieira foi questionado sobre os problemas enfrentados pelo Estado na área da saúde. Para o candidato, as estruturas atuais estão condenadas ao congestionamento e à falta de leitos, e o resultado é o mau serviço prestado à população. Os problemas mais graves só serão solucionados com investimento das três esferas: municípios, Estado e União.
“O Estado tem que colocar pelo menos 12% de sua receita na área, e temos que buscar os aportes da União para atender a população gaúcha”, defendeu Vieira.
Sobre segurança, o candidato lembrou que, quando o PDT deixou o governo do Estado, havia quase 30 mil brigadianos em atividade no Rio Grande do Sul. Desde então, passaram-se 20 anos, os problemas se avolumaram, e temos seis mil policiais a menos. Para ter uma ideia da grave situação da criminalidade no Estado, Porto Alegre tem um índice de 42 homicídios por cem mil habitantes, o dobro da taxa do Rio de Janeiro, que é de 21, de acordo com o Mapa da Violência.
Ao falar sobre educação, o candidato lembrou que é do partido de Leonel Brizola, o homem que construiu mais de seis mil CIEPs. Vieira reforçou que terá compromisso com a qualidade do ensino público a partir da valorização do magistério e do ensino de turno integral. De acordo com cálculos da Secretaria da Fazenda, até dezembro de 2013, o governo Tarso acumulava um passivo de mais de R$ 6,7 bilhões por não cumprir a Lei do Piso.
Vieira também participou de caminhadas e encontro com apoiadores em Gravataí e em Viamão, na Região Metropolitana de Porto Alegre.
--
AA NA FEDERASUL - Um Estado eficiente e transparente, com menos burocracia e voltado à melhoria dos serviços prestados aos cidadãos foi o compromisso assumido pela candidata ao governo do Rio Grande do Sul pela coligação Esperança que Une o Rio Grande (PP-PSDB-PRB-SD) Ana Amélia, durante a reunião-almoço Tá na Mesa, promovida pela Federasul ontem, em Porto Alegre.
Ana Amélia disse que a missão de concorrer ao governo é a mais honrosa e desafiante da sua vida. Salientou que pretende desenvolver uma administração que estabeleça com os gaúchos um ambiente de respeito com a palavra empenhada e de diálogo com a sociedade. Destacou que uma das medidas importantes para o crescimento do Estado é a redução da burocracia. "Não podemos conviver mais com uma burocracia tão pesada, onde um empreendedor tenha que esperar três anos para conseguir uma licença e, por conta disso, decida ir para outros estados para ampliar seus negócios e gerar emprego e renda. A burocracia impacta negativamente sobre a vida do cidadão", observou.
A candidata também assumiu o compromisso de não repartir o Estado em feudos, e de colocá-lo a serviço da sociedade e não de um partido político. Ressaltou ainda que a coligação Esperança que Une o Rio Grande foi formada por convergências e não por conveniências. "Se repartirmos o Estado em feudos, estaremos frustrando a expectativa da sociedade gaúcha, que quer algo diferente. A ocupação dos cargos será pela qualificação, não pelo interesse dos partidos", acrescentou.



* * * * *


ponto g


NOVO PRÉDIO - O presidente da Câmara Municipal de Porto Alegre, vereador Professor Garcia (PMDB), apresentou nesta manhã o projeto arquitetônico e a situação administrativa do processo que resultará na construção do prédio anexo ao Palácio Aloísio Filho. De acordo com Garcia, o prédio deverá abrigar, em futuro próximo, a parte administrativa e financeira da Câmara. O encontro ocorrerá no Salão Nobre Dilamar Machado. Estão convidados a acompanhar a apresentação integrantes do Instituto dos Arquitetos do Brasil-seccional RS, Mesa Diretora, líderes de bancadas e diretores da Casa.
O trabalho resulta das atividades da comissão permanente de obras da Câmara Municipal, que em 2014 é presidida pelo diretor-geral Albano Assis. O projeto contou com a consultoria do arquiteto Claudio Araújo, autor do projeto arquitetônico do Palácio Aloísio Filho, sede do Parlamento Municipal de Porto Alegre. A previsão é de que as obras para construção do novo prédio tenham início ainda neste ano e sua conclusão ao final da atual legislatura.
--
MAIS UM - De O Dia:
A polícia paulista confirmou que o humorista Fausto Fanti Jasmin, de 35 anos, um dos integrantes da dupla Hermes e Renato, cometeu suicídio. A confirmação foi feita através de ocorrência registrada como "suicídio consumado" às 16h56 desta quarta-feira no 23º Distrito Policial, em Perdizes, na Zona Oeste de São Paulo.
Trajetória
Criado por cinco amigos de Petrópolis, no Rio de Janeiro, o programa "Hermes & Renato" foi exibido pela MTV Brasil entre os anos de 1999 e 2009 e, posteriormente, teve uma segunda temporada em 2013. Além de Fanti, também fazem parte da concepção da atração Marco Antônio Alves (o Hermes), Adriano Pereira (Joselito), Bruno Sutter (vocalista do Massacration) e Felipe Torres, além de Gil Brother.
O humorístico deixou a MTV em 2010 e, antes de retornar à emissora que o popularizou, passou a ser exibido durante o programa "Legendários", da Record, dessa vez com nome de "Banana Mecânica". Com o fim da emissora musical, migrou para o canal FX Brasil, neste ano.
Além de Hermes e Renato, também se destacaram na atração personagens como Joselito, Boça, Padre Quemedo, além das esquetes Tela Class, Documento Trololó e Jornal Jornal.



* * * * *


ponto da piadinha






* * * * *


ponto final


Dia ruim.
Estômago.
Que venha logo a sexta e o finaldesemana!!


Quarta, 30 de julho de 2014


Atualizado diariamente até o meio dia.
Eventualmente, a tarde, notícias urgentes.









ponto do dia


AGORA, SÓ FALTAM AS FOTOS PARA A PLAYBOY


Ia colocar este vídeo no ponto da piadinha. Mas aí muitos leitores não iriam assistir.
É imperdível!!
Vocês verão que a Sininho, Elisa Quadros, a chefe dos bandidinhos blequi bloqui, está pronta para posar para a Playboy. Não sei não, mas acredito que ela já tenha colocado até silicone, como todas as que brilham na capa da revista. Presta atenção no vídeo.
Elisa e outros se dizem presos políticos.
É uma peça a mesa. Tem até um com um blusão preto com touca.
Jamais levei a sério a "política de esquerda" dos cariocas. É piada.
Como aperitivo, encontrei isso aí embaixo no Google:
Palavras de Elisa Quadros (Sininho): "(...) Não sei o que vai acontecer com a minha vida, não faço ideia. Eu fui demonizada, eu tô com medo de sair na rua e ser hostilizada. Mas os meus heróis tanto da ditadura e os meus heróis de hoje me fazem aguentar o meu medo, a minha dor e seguir em frente, porque eu acho que as únicas coisas que eles não podem tirar da gente é a nossa certeza de luta (...)".
Mas tem muita coisa melhor.
O ponto alto está na música que cantam, depois de 15 minutos.
Aí vocês vão ver porque não dá para levar a sério os "esquerdistas cariocas".





* * * * *


ponto da fotografia



José Ivo Sartori esteve ontem no Mercado Público de Porto Alegre.
(mais informações no ponto da eleição)




--
Ana, Cassiá e Simone.
A foto é de Renan Arais.





* * * * *


ponto dos sumidos


Parece aqueles programas de rádio para encontrar parentes perdidos no mundo.
Só parece. É para que tenhamos notícias de pessoas que estão "sumidas" há tempo.
(Outro dia perguntei, no Facebook, se alguém tinha notícias de um jornalista, Ben-Hur Severo. Me disseram que faleceu. Não o via desde os anos 80.)
Certo? É só mandar o nome do seu "sumido" e alguma referência pelo jlprevidi@gmail.com

POR ONDE ANDA CÉSAR ROGÉRIO VALENTE?

Estava todos os dias nos noticiários da TV e rádio. Dava opinião sobre tudo.
Foi presidente da Federasul.



* * * * *


ponto midiático



34º CONGRESSO DOS MUNICÍPIOS DO RIO GRANDE DO SUL

30 e 31 de julho | Hotel Plaza São Rafael
Programação resumida do Salão São José
30 de julho
9h30 – Abertura oficial
10h30 – Apresentação da Pauta Municipalista
- Paulo Ziulkoski – Presidente da CNM
- Seger Luiz Menegaz – Presidente da Famurs
14h – Sabatina com os candidatos ao Governo do Estado (35 minutos para cada um; sendo 5 minutos de apresentação; 5 perguntas com 5 minutos para cada resposta; e 5 minutos de considerações finais)
Seguindo a ordem abaixo:
- José Ivo Sartori
- Tarso Genro
- Ana Amélia Lemos
- Vieira da Cunha
-
31 de julho
9h – Sabatina com os candidatos à Presidência da República (45 minutos para cada um; sendo 5 minutos de apresentação; 3 perguntas com 10 minutos para cada resposta; e 10 minutos de considerações finais)
Seguindo a ordem abaixo:
- Eduardo Campos
- Pastor Everaldo
- Luciana Genro
- Aécio Neves
-
ORIENTAÇÕES
- O credenciamento para imprensa pode ser feito na hora, no Salão Imperatriz (1º andar do Centro de Eventos do Hotel Plaza São Rafael).
- Após a apresentação de cada candidato, haverá coletiva de imprensa de cada um deles no Salão Ubá.
- As fotos oficias do evento poderão ser baixadas, em alta resolução, no site da Famurs (www.famurs.com.br) e no site da Agência Preview (www.agenciapreview.com).
--
ANÁLISE - Francisco Nunes escreve:
Estou em Porto Alegre faz alguns anos, mas somente em 2014 descobri seu blog. Não sou da área do jornalismo, mas aprendi faz tempo que a notícia não é apenas o produto final. Saber os bastidores da notícia é uma forma de entendê-la (daí, por exemplo, as versões totalmente diferentes sobre um mesmo fato que a Veja e a Carta Capital dão). Então um amigo disse: "leia o Prévidi". E foi o que eu fiz. E tem funcionado muito bem. Leio jornal e escuto rádio de forma diferente. neste sentido, o e-mail é uma forma de agradecimento ao papel que tu desempenha.
Queria aproveitar a oportunidade de lançar algumas impressões sobre o jornalismo gaúcho, por um viés leigo, obviamente. Me explica: como o tal do Paulo Santana consegue tanto espaço e é tão reverenciado? O cara que o substitui, o Moisés Mendes, é dez vezes melhor, mas só escuto as pessoas falando do tal do Paulo Santana. Também não entendo o Tulio Milman, que no jornal tem uma coluna que deveria se chamar "o que chupei da internet" e na TV tem um programa de entrevistas que é um festival de puxa-saquismo. Enfim, não entendo o grande espaço que dão para alguns como a Cláudia Laitano, Mariana Kalil (aquela coluna dela é uma ofensa aos que têm meio neurônio) e Carolina Bahia (tua definição dela é ótima, por sinal). Agora, para não ser totalmente injusto, queria elogiar bons caras do jornalismo: Juremir Machado (só no impresso), o Araújo do Olhar Global da ZH, o Zini do esporte e outros bons.
Mais especificamente sobre a ZH preciso dizer que quando vim pra cá eu gostava dela. Aí fizeram aquela reformulação estranha. Tão estranha que parece que aos poucos estão voltando ao que era. Ao que parece, infelizmente, é que o comercial superou o jornalismo. Vejo crescer aquela porcaria do Donna, a revista da TV e o esporte (aliás, nunca vi um jornalismo esportivo mais puxa-saco dos dirigentes como aqui no sul), mas, ao mesmo tempo, sumiu a economia (cadê o caderno Dinheiro?) e as reportagens de política (investigação zero). Ah, gosto do Proa, mas as reportagens caíram muito de qualidade.
Enfim, não entendo as mudanças. E fico triste, como leitor, em saber (por ti) que muitos jornalistas serão demitidos enquanto o jornal carece de boas matérias. Aliás, a partir do teu blog passei a prestar atenção na Carta da Editora. Em que  mundo vive aquela mulher?
A grande questão, Prévidi, é que a ZH parece não ter concorrência. Faz uns dias eu li o Jornal do Comércio e gostei de algumas coisas. A parte política pareceu boa, bem como a de economia (áreas deixadas de lado pela ZH). No Correio acho melhor o esporte (e o caderno de cultura do sábado). O resto não consigo ler. O fato concreto é que cancelei a assinatura da ZH e resolvi comprar um jornal diferente por dia. E, vale destacar, na semana passada recebi um Metro e estava muito bom (pena que nem sempre eu passo por onde ele é distribuído).
--
NOVA IPANEMA - Claro que não dá para levar a sério. É uma piadinha, mas como diz respeito a Ipanema FM está aqui. Eu dei algumas risadas.




--
PAU PURO - Ontem, no programa Esfera Pública, da Rádio Guaíba,o apresentador Juremir Machado da Silva soltou os cachorros nos bancos. Um pau desgraçado. Legal.
Detalhe: O programa tem o patrocínio do Banrisul.
--
NO CLICRBS - Genial!!





* * * * *


ponto da eleição



VERDADE - Do jornalista Gustavo Mota:
No RS, campanha eleitoral, nas redes sociais,virou guerra de bugio entre as coligações do PT E PTB e do PP e PSDB. O PT, se achando imaculado, bem ao seu estilo, vincula a candidata progressista ao Caso Detran do governo tucano. Em resposta, os progressistas lembram os mensaleiros que foram pra cadeia por corrupção. Em tempo: bugio usa bosta como munição.
--
APTOS - Poderão ir as urnas em outubro 142.822.046 brasileiros.
--
TF NA ASSIS BRASIL - Aos gritos de "o Rio Grande tem história, é Tarso até a vitória" centenas de militantes e simpatizantes da Unidade Popular Pelo Rio Grande (PT, PTB, PCdoB, PPL, PTC, PR, PROS) caminharam ao lado do governador e candidato à reeleição, Tarso Genro, na avenida Assis Brasil, na zona norte de Porto Alegre, no início da noite desta terça-feira (29).
A caminhada começou em frente ao Shopping Bourbon Wallig e terminou no Comitê Zona Norte da Unidade Popular, uma “região da classe trabalhadora de Porto Alegre que ressalta a história democrática e popular de Porto Alegre”, conforme definiu o governador.
Para o candidato, a grande caminhada da Unidade Popular reafirmou a trajetória de unidade “para continuar mudando para melhor o nosso Rio Grande, o Brasil e o mundo”.
Durante o percurso, Tarso e a candidata a vice, Abgail Pereira, conversaram com lojistas e divulgaram as propostas da Unidade Popular para o próximo mandato. Com centenas de bandeiras, os militantes atenderam ao chamado da coligação e fizeram uma grande caminhada animada pelos gritos de luta.
Na chegada ao comitê, na avenida Assis Brasil 1.070, Tarso dispensou a caixa de som e o microfone ao discursar. As palavras do governador foram repetidas pelos militantes para permitir que até o que estava mais distantes pudessem ouvir, uma cena que lembrou o histórico discurso do presidente Lula na greve de março de 1979, quando o então sindicalista usou a mesma técnica para levar sua voz para a multidão que lotava o estádio Morumbi, em São Paulo. “A nossa proposta é do povo gaúcho e sobretudo uma proposta para melhorar a vida daqueles que mais precisam de políticas públicas no nosso Estado”, explicou, em uma frase que permaneceu fazendo eco de boca em boca no local.
-
O governador lembrou que seu governo recuperou as conquistas da gestão de Olívio Dutra e transformou de forma positiva o panorama gaúcho econômico e social. “Alavancamos um grande sistema de participação popular democrática, com reestruturação completa da agricultura familiar, atração de investimentos e mudanças no salário mínimo regional, que aumentaram o poder aquisitivo do nosso povo e melhoraram o Rio Grande do Sul e a renda da população gaúcha”, afirmou Tarso.
São conquistas concretas e difíceis de serem contrapostas. “Os nossos adversários têm que fazer tabelinha entre eles, de maneira vergonhosa, para tentar engatar uma visão alternativa ao nosso programa de governo”, criticou, para logo emendar: “Não vão conseguir”.
E ressaltou a importância de eleger os deputados estaduais e federais da coligação. “Vamos fazer barba, cabelo e bigode”.
--
SARTORI NO MERCADO - Recebo:
O gringo Sartori se misturou aos frequentadores do Mercado Público e caiu no gosto dos comerciantes. A reação de surpresa ao ver os candidatos da majoritária e proporcional cumprimentando os donos e vendedores das bancas quebrou um pouco da rotina comercial. Em meio aos gritos de ofertas de frutas ou peixe, os tons provocativos dos discordantes se misturavam com os tons eloquentes de campanha afinados pelos militantes que acompanhavam os candidatos, em torno de 30 apoiadores.
O atropelo de fotógrafos, candidatos e assessores contrastava com o ambiente nostálgico do candidato “quase feirante”. Enquanto a comitiva percorria os corredores, as conversas e olhares apontavam para a mesma direção. O contorno político aos poucos tomava conta do ambiente diverso de quem passava por ali.  Mesmo na concentração de lideranças do Núcleo do PMDB em Porto Alegre, era nítida a presença de Sartori com seu jeito simples no contato com os eleitores, pela conversa e papo informal. 
A preferência e gosto pelo bom chimarrão obrigou o peemedebista a comprar uma bomba para sorver o mate, do qual já sentia falta àquela altura. Na banca dos Importados, a seção de Vinhos provocou longa discussão do ex-prefeito de Caxias do Sul com seu companheiro de coligação, Beto Albuquerque, que ressaltava a qualidade da uva da Serra. No saldo das compras, o candidato a senador levou uma sacola cheia. Já Sartori, seguiu a tradição dos gringos e permaneceu com o utensílio para o chimarrão.
--
DIA DA ESPERANÇA - O "Encontro da Esperança", que acontece em Porto Alegre sábado, dia 2, no Gigantinho, é como está sendo chamada a grande mobilização da coligação Esperança que Une o Rio Grande (PP-PSDB-PRB-SD), com a presença dos candidatos ao governo do Estado Ana Amélia e à presidência da República Aécio Neves. O encontro começa com uma grande caminhada a partir do anfiteatro Por-do-Sol e segue até o ginásio. Lá, são esperadas mais de cinco mil pessoas, entre candidatos, lideranças partidárias e simpatizantes. "Milhares de pessoas já estão se movimentando pessoalmente e nas redes sociais convidando seus amigos para este grande momento. Será uma reafirmação de todos os compromissos para com o povo gaúcho, ratificados por Aécio e por todos os integrantes da coligação" afirma Marco Aurélio Ferreira, coordenador da campanha majoritária.
-
Agenda de hoje da Ana Amélia
12h - palestra no "Tá na Mesa" na Federasul, em Porto Alegre
15h30min - apresentação no 34º Congresso dos Municípios da Famurs, Centro de Eventos Hotel Plaza, Porto Alegre.
--
CORPO A CORPO - A terça-feira foi marcada por intensas atividades dos candidatos do PDT, Lasier Martins ao Senado e Vieira da Cunha ao Governo. Pela manhã fizeram corpo a corpo com eleitores na Esquina Democrática no centro de Porto Alegre.
Almoçaram no Mercado Público e partiram para Novo Hamburgo, onde, no início da tarde, concederam entrevistas ao Grupo Sinos de Comunicação: Jornal NH, Web TV e Rádio ABC.
Seguiram o roteiro para mais um corpo a corpo pelas ruas de Novo Hamburgo que entendeu-se até a noite. Os candidatos visitaram o comércio local e conversaram com moradores.
A ultima atividade do dia foi um encontro com militantes na sede do PDT de NH. Lasier e Vieira discursaram ao público e assinaram fichar de novos filiados ao partido.
Em um momento de descontração durante o discurso de Vieira, Lasier indagou um bordão que já é bastante conhecido dizendo: “Taca-lhe pau Vieira”! A exclamação do candidato caiu na graça dos presentes que adotaram a frase.
Hoje, Lasier e Vieira estão em Gravataí.



* * * * *


ponto g


CRIANÇAS - Vilney Riter escreve:
Penso que os atuais governantes deveriam preocupar-se mais com as crianças brasileiras em situação de miséria e menos com crianças injustificadamente mortas na guerra contra o Hamás. É o acréscimo que desejo dar ao comentário do Machadinho, no ponto do dia de ontem.
--
LUIZ FELIPE PONDÉ - "Frouxinhos contemporâneos". Na Folha de S. Paulo:
Vejo esses homens com cartazes assim: 'Pelo direito de gritar quando aparecer uma barata'

O medo é uma emoção básica na vida. Pequenas e grandes frustrações nos assolam por todos os lados.
Mas, já disse isso antes, acho que nunca houve uma época tão medrosa como a nossa, com um dom tão grande para negar esse medo e negar a complexidade e frustração a que estamos todos submetidos. Associada a essa tendência, produzimos uma gama de "direitos" que mais parecem uma metafísica podre dos costumes para retardados.
Para cada frustração, alguém inventará uma derivação duvidosa da declaração dos direitos do homem. Aliás, vale lembrar que a famosa declaração dos direitos do homem foi cozida em muito sangue que correu pelas mãos dos jacobinos na Revolução Francesa. Imagino que se a revolução francesa fosse hoje, fotos nas redes sociais pedindo paz nas ruas de Paris encheriam os iPhones dos bonzinhos.
Outro dia, conversava eu com um amigo esquisito, historiador, portanto, esse tipo de pessoa que pensa "a longo prazo". Ele descreveu o que eu consideraria uma imagem de pura escatologia apocalíptica: um dia alguém vai declarar que ir ao banheiro é uma forma de repressão, e, portanto, vão inventar um movimento contra a opressão de ter que usar banheiros. "Que a rua seja o meu banheiro!"
A tipologia contemporânea de comportamentos tem crescido assustadoramente. O inteligentinho todo mundo conhece: é o tipo de pessoa que acha que problemas como o do Oriente Médio se resolveriam com um ciclo de cinema e debate sobre filmes que narram a vida de mulheres fazendo bolos ou crianças jogando futebol.
Na verdade, como sempre, a intenção "escondida" é projetar os bons sentimentos do inteligentinho para com o mundo e dizer que ele tem soluções criativas para uma humanidade que nunca foi tão inteligente como ele.
Outro tipo contemporâneo é o bonzinho. Este, com o coração ainda mais cheio de amor, costuma postar fotos dizendo "não" às guerras, de seu iPhone ou de seu MacBook Pro. Mas mais típico ainda é postar fotos de Aspen com camisetas do Che. Este tipo é normalmente teen, mesmo que já tenha passado dos quarenta. Seus pais dizem coisas como "comam menos carne vermelha para ficar menos agressivos".
Mas um novo tipo que logo estará presente nas colunas sociais em eventos culturais são os frouxinhos. Estes homens (gênero, não espécie) descobriram que é difícil ser homem, ainda mais numa época em que está na moda confessar traumas o tempo todo para garantir (supostamente) a simpatia de todos.
E, pior: vivemos numa época de mulheres que crescem profissionalmente, amadurecem publicamente e financeiramente e que, portanto, ainda metem mais medo do que sempre meteram nos homens.
Os homens não confessam, mas morrem de medo das mulheres, principalmente quando as desejam.
Façamos um breve exercício de antropologia contemporânea urbana para ver se conseguimos captar os próximos atos deste novo tipo.
Antes de tudo, um reparo técnico. Vale salientar que a descrição antropológica em questão não é financiada pelo Tea Party (como costumam dizer os bobos das redes sociais quando querem tirar o crédito de alguém que os considera ridículos), tampouco vem sustentada por uma metafísica machista fanática do tipo "homem não chora", ou "lugar de mulher é na cozinha". Risadas?
Vejo-os em passeatas, chorando, com cartazes escritos assim: "Pelo direito de brochar", "pelo direito de arrumar uma mulher que me sustente", "pelo direito de gritar quando aparecer uma barata na sala", "pelo direito de se negar a trocar o pneu", "pelo direito de ter tempo igual ao da mulher na frente do espelho", "pelo direito de ter TPM" (claro, a medicina é machista por isso nunca descreveu a TPM masculina), "pelo direito de colocar a mulher na frente do ladrão", "pelo direito de sair antes da mulher e das crianças numa situação de risco".
Meu Deus, coitadas das meninas, condenadas a ficar se virando em camas vazias com homens que não seguram o tranco da insustentável condição de insegurança, incerteza, contingência, dureza, mentira, frustração, e, finalmente, derrota, que nos assola todos a vida inteira.


* * * * *


ponto da piadinha





--

Matrimônio no CTG de Livramento.





* * * * *


ponto final






Terça, 29 de julho de 2014


Atualizado diariamente até o meio dia.
Eventualmente, a tarde, notícias urgentes.








ponto do dia


CRIANÇAS BRASILEIRAS






Hoje o espaço é do jornalista João Carlos Machado Filho - machadofilho.com

Quem lê as declarações dos representantes do governo federal, quem assiste a propaganda governamental na TV, não consegue imaginar que crianças morram por consumir comida retirada de um lixão.
Lula, que não mede as mentiras que conta, fala em transformação da classe D em C, do fim da miserabilidade, em sexta economia mundial. Dilma não deixa por menos e só fala em Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida, isenta carros de impostos, promete energia mais barata, mas que aumenta muito mais que a inflação.
A mentira pregada pelos dois nos coloca num país das maravilhas. Não existe mais miséria no Brasil. O SUS é tão bom que o Lula tem inveja de quem adoece e é tratado lá. Mas ele se trata no Sírio Libanês. Dilma autoriza despesas milionárias para encher as despensas do Palácio da Alvorada, comendo do bom e do melhor.
Enquanto isso, dona Rosineide, mãe de uma das crianças mortas, diz que buscou a comida no lixão, pois não tinha nada em casa. Quantas Rosineides existem neste Brasil maravilhoso? Quantas crianças morrem de fome ou de intoxicação por comida estragada, todos os dias?
E o pior de tudo é que os que deveriam ser responsabilizados por este crime contra os brasileiros, terão a cara de pau de pedir votos para os que, ingenuamente, acreditam em suas promessas mentirosas de campanha.
Nenhuma propaganda, nenhum discurso vai trazer de volta a Raiana, de um ano e 6 meses, nem a Letícia Maria, de 7 anos. Elas morreram comendo comida estragada jogada num lixão. A mãe delas não queria que morressem de fome!



* * * * *


ponto da fotografia


Inauguração do comitê central Vieira da Cunha / Lasier Martins.
Fotos do Caco Belmonte.
No início da noite desta segunda, dia 28, a militância pedetista fez uma bonita festa na inauguração do comitê central da coligação “O Rio Grande Merece Mais”. A partir de hoje, o local de planejamento e integração de campanha será na Avenida Farrapos, 703.









* * * * *


ponto dos sumidos


Parece aqueles programas de rádio para encontrar parentes perdidos no mundo.
Só parece. É para que tenhamos notícias de pessoas que estão "sumidas" há tempo.
(Outro dia perguntei, no Facebook, se alguém tinha notícias de um jornalista, Ben-Hur Severo. Me disseram que faleceu. Não o via desde os anos 80.)
Certo? É só mandar o nome do seu "sumido" e alguma referência pelo jlprevidi@gmail.com


MAIS UM "CASO RESOLVIDO" - MILTON ZUANAZZI

Escrevi ontem:
 Foi vereador de Porto Alegre, presidente da CRT e esteve em cargos do Turismo (?) no Governo federal. É de Bom Jesus.
Sumiu.
-
Não sumiu, não.
Mora em Florianópolis.
É diretor-presidente da SBTur, uma agência de hotéis e turismo.
Está no https://www.facebook.com/milton.zuanazzi?fref=ts



* * * * *


ponto midiático


NA BOA - Recebo:
O Ernani Campelo estava com um a folga de quatro dias previamente acertada e foi pego de surpresa pela sua possível saída da emissora quando comunicado verbalmente pelo coordenador de esportes Cristiano Silva. Nando Gross não falou com o Campelo, que ao dirigir-se ao departamento pessoal ficou surpreso ao saber que não está demitido. O diretor da emissora, sr. Luciano, disse ao Campelo, que ele não será demitido e deve passar para o departamento de jornalismo.
--
SUGESTÃO - Da Maria Lucia Sampaio: Agora são dois blogs de cartuns. Vão lá e divirtam-se!
http://sampaio-cartunistagaucho.blogspot.com.br/
http://sampaulocartunista.blogspot.com.br/



* * * * *


ponto da eleição


DEBATE - A Associação Gaúcha de Emissoras de Rádio e Televisão (Agert) promoveu ontem o terceiro debate entre os candidatos a governador. Mediado pelo comunicador Pedro Farias, da Rádio Osório, o programa foi dividido em três blocos. No primeiro, os candidatos responderam perguntas enviadas por ouvintes do interior do Estado. No segundo, os candidatos fizeram perguntas entre si. O terceiro bloco foi destinado para as considerações finais. Mais uma vez, a exemplo dos debates promovidos pela Rádio Guaíba e pela Rádio Gaúcha/TV COM, o embate principal ficou entre o candidato do PDT, Vieira da Cunha, e os candidatos Ana Amélia Lemos e Tarso Genro.
A pergunta sorteada para Vieira no primeiro bloco foi sobre Educação, e teve como tema central o pagamento do piso nacional dos professores. Na resposta, Vieira garantiu que a Educação será prioridade no governo do PDT, com a implantação de escolas de tempo Integral e a reorganização das finanças, para poder pagar o piso dos professores.
“Vamos fazer todos os esforços para cumprir a lei do piso nacional do magistério, que tem como segunda assinatura, logo abaixo do então presidente Lula, o nome do atual governador, que entrou com recurso na Justiça (o que foi negado e já gera um passivo trabalhista bilionário) para não pagar os valores. Para isso, vamos reorganizar as finanças do Estado e cobrar a renegociação da dívida com a União, que todo mês leva 30% da nossa receita.
-
Já no segundo bloco, Ana Amélia perguntou para Vieira sobre o que ele fará em relação à condição das estradas gaúchas.
“Eu penso que a situação é tão caótica que nós temos que tomar um conjunto de medidas. Primeiro é reestruturar o Daer. Em segundo lugar, garantir a melhoria das estradas no trecho em que os contratos com as empresas privadas não foram renovados. Isso implica em estruturar a EGR e também em implantar Parcerias Público Privadas (PPPs), mas não nos moldes dos pedágios implantados no Governo Brito, pois aquilo era exploração aos usuários. Precisamos de um sistema de parceria, que beneficie o usuário e tenha modicidade tarifária”, afirmou Vieira.
Na réplica, ele complementou a resposta, lembrando ainda a necessidade de investir em outros modais, como a hidrovia e a ferrovia. Na sequência, Vieira optou por perguntar a Tarso, e quis saber por que o atual governador não entrou na Justiça para que o Rio Grande do Sul receba a complementação financeira do governo federal para honrar o compromisso com os professores.
“O que o senhor deveria ter feito era concentrar os esforços para mudar o artigo quarto da lei, permitindo que a União complemente o valor que falta para o Estado pagar o piso. Foi o que eu fiz como deputado federal, com um projeto de lei que está tramitando na Câmara Federal”, afirmou Vieira.
O último bloco foi destinado para as considerações finais. Vieira utilizou o espaço para dizer que não se deve confundir fúria com indignação.
“O que eu sinto é indignação, assim como 70% da população gaúcha, que expressa o sentimento de mudança”, encerrou Vieira, lembrando o candidato a vice, Flávio Gomes (PSC) e o candidato ao Senado, Lasier Martins (PDT), como parceiros de jornada. A coligação O Rio Grande Merece Mais tem ainda o DEM, o PV e o PEN como aliados.
--
TF EM SÃO LEO - A sede do PT em São Leopoldo ficou pequena para receber a plenária da Unidade Popular Pelo Rio Grande (PT, PTB, PCdoB, PPL, PTC, PR, PROS), programada para a noite desta segunda-feira (28). O grande número de pessoas que compareceram ao ato político para apoiar o governador Tarso Genro em sua caminhada pela reeleição foi tão grande que a plenária teve que ser feita ao ar livre, na Praça Tiradentes, onde havia espaço suficiente para todos.
Falando para as centenas de militantes reunidos no local, Tarso explicou que os programas do Governo do Estado estão integrados à sociedade gaúcha. "Não tem por onde eles (adversários) nos pegarem, porque não há área em que nosso governo não tenha atuação forte", afirmou o governador, ressaltando que seu governo atuou em todas as áreas e tem ações reconhecidas em todas as regiões do Estado.
"Em três anos e meio de governo nós revertemos um ciclo de atraso no Rio Grande", complementou.
--
AA NA GRANPAL - O Diálogo com Candidatos ao Governo do Rio Grande do Sul, promovido pela Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre (Granpal), na tarde desta segunda-feira (28), contou com a presença da candidata da coligação Esperança que Une o Rio Grande, Ana Amélia. A progressista falou sobre temas como mobilidade urbana, segurança pública, regularização fundiária urbana e estímulos ao desenvolvimento do Estado.
Ana Amélia começou sua fala destacando a necessidade do governo em formar equipes técnicas que criem soluções mais imediatas e eficientes para resolver os gargalos na área da mobilidade urbana, como transporte público e frequentes congestionamentos, agilizando a execução de novos projetos.
A candidata também abordou a importância de garantir mais segurança ao cidadão com ações de prevenção, policiamento ostensivo e integração das polícias para identificar as regiões de maior vulnerabilidade. Lembrou que, atualmente, o governo destina somente 5% do orçamento ao setor no Estado. Ana Amélia destacou que é importante investir no monitoramento por meio de câmeras de vídeo, estabelecendo convênios em parcerias com as administrações municipais.
Outro ponto ressaltado pela candidata foi a excessiva burocracia enfrentada pelos empreendedores no Rio Grande do Sul. Citou o caso de uma fábrica que, para expandir seus negócios, planejou abrir uma nova unidade no Estado onde seriam gerados 800 novos empregos. Porém, cansado de esperar por uma licença ambiental, após três anos, o empreendedor comprou uma área no Paraná e em 30 dias obteve a licença, desistindo do novo negócio em solo gaúcho.
"Precisamos de esforço coletivo dos agentes responsáveis pelo desenvolvimento para não afastar novos investimentos. Precisamos de uma legislação com toda a segurança para preservar o meio ambiente, mas que não comprometa o desenvolvimento, ajustada à realidade, para não expulsar empreendimentos por conta dessa situação", disse Ana Amélia.
Ana Amélia também assumiu o compromisso com investimentos em saneamento, ressaltando que esse é um problema histórico do Estado e que é um setor que merece atenção, pois impacta na saúde das pessoas.
Aos prefeitos, Ana Amélia ainda lembrou que, no Senado, é presidente da Subcomissão de Assuntos Municipais e autora da PEC 39/2013, aprovada recentemente na Comissão de Assuntos Econômico (CAE) que aumenta de 23,5% para 24,5% o repasse de recursos da União ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM), principal fonte de receita para mais de 70% dos municípios do País.
O candidato a vice-governador, Cassiá Carpes e a candidata ao Senado Simone Leite acompanharam Ana Amélia no encontro promovido pela Granpal e comandado pelo presidente da entidade e prefeito de Santo Antonio da Patrulha Paulo Bier.



* * * * *


ponto g


ESTRADAS - Renato Kern escreve:
Tenho circulado todos os domingos pelo interior do Estado e a única que me parece em mau estado é a RS-118, que está sendo duplicada. Alí existem problemas de desapropriação e reintegração de posse. Nas outras, na maioria, até os buracos das última chuvaradas já estavam tapados.
A RS-020, entre Gravataí e Taquara, está ótima, a RS-040 que leva a Osório também. No interior de Novo Hamburgo, São Leopoldo e Lomba Grande também estão muito boas as estradas. Nota 10 para as de Lomba Grande. A 386 está ótima, as RS 124, 240 e 124 também. Entre o Vale do Caí e Ivoti também estão muito boas.
Não me lembro de ter pago pedágio em nenhuma destas. Mas é lógico pensar que se estão cuidando das sem pedágio, as pagas devem também estar sendo cuidadas.
Gosto de colocar minha Tracker 4x4 nas estradas de chão batido, mas nestas também as prefeituras estão passando as máquinas, como se diz no interior.
--
ESTRADAS 2 - Recebo estas fotos da RS-471. No último final de semana. Sem sinalização. Nada.







* * * * *


ponto da piadinha





* * * * *


ponto final




Segunda, 28 de julho de 2014


Atualizado diariamente até o meio dia.
Eventualmente, a tarde, notícias urgentes.








ponto do dia



NÃO POSSO SER MAIS REPÓRTER
E NÃO VOU MAIS NO BRIQUE DA REDENÇÃO


Merecia uma cusparada ou uma bocha?

Em resumo o que falou esse palhaço aí de cima:
O porta-voz da chancelaria de Israel, Yigal Palmor, chamou o Brasil de “anão diplomático”.
- Essa é uma infeliz demonstração de porque o Brasil, um gigante econômico e cultural, se mantém um anão diplomático. O relativismo moral por trás dessa medida transforma o Brasil num parceiro diplomático irrelevante, que cria problemas em vez de contribuir para soluções - disse Palmor à imprensa israelense.
O palhaço foi além: contestou a nota do governo brasileiro que condena o uso desproporcional da força na Faixa de Gaza: "desproporcional é perder um jogo de futebol por 7 a 1".
-
Assisti a esta entrevista na TV e um repórter brasileiro ficou quietinho. E deve ter até agradecido ao idiota por ter dado a entrevista.
Olha, sem brincadeira, eu dava, de cara, uma cusparada na cara do sujeito. Daquelas que a gente puxa lá de dentro. E se quisesse reagir, partia pra porrada. E fazia escândalo, como sugeriu um amigo: "Vem filhodaputa!!".
Não poderia ser mais repórter, de jeito nenhum. Não sou isento. Não sou imparcial.
Imagina eu entrevistando um corrupto, daqueles que está até condenado pela Justiça. E o cara dando uma de anjinho. Não levaria livre, soltava os cachorros no bandido!!
--
Olhem a foto do repórter-fotográfico Ricardo Stricher.



É, meus amigos, isto aí, tomada pelos camelôs, é o Brique da Redenção.
Sempre gostei muito de passear por lá. Para quem não sabe é aos domingos, de manhã, na avenida José Bonifácio, junto ao Parque da Redenção. Mas aí comecei a me irritar. Não admito que, em pleno inverno,  indiozinhos ficassem lá, descalços, fingindo que cantavam e os "responsáveis" por perto, chupando chimarrão e dando risada. Dava vontade de esgoelar aqueles "índios".
Também não consigo aceitar que no meio dos artesãos deixassem barraquinhas com quinquilharias paraguaias, comandadas por um chefe de camelôs. E o bandido ainda contratava índios para ficar vendendo as bugigangas.
Aí não vou mais lá, há alguns anos. É uma pena, porque sempre encontrava muita gente legal para bater papo. E comia uma pipoca dos deuses, da mesma carrocinha que fica na esquina da Salgado Filho com a Borges de Medeiros.
A foto do Ricardo mostra que os camelôs tomaram conta do Brique. E não duvide que todos os "produtos" sejam de um mesmo picareta. Deve estar um horror!!
E ainda mais com um monte de cabos eleitorais, querendo te empurrar santinhos. Tudo bem que os candidatos façam campanha, mas não precisa encher o saco com os panfletos!!
--
Comecei a semana azedo, não?


* * * * *


ponto da fotografia



PAPAI NOEL NO RS!!
O bom velhinho se materializou em Torres, no Litoral gaúcho.
Foi uma festa!
O nosso governador Tarso Fernando foi abraçá-lo e a jornalista Cristina Duarte, que hoje mora em Torres, fez questão do registro:




-
Papai Noel, há alguns anos, se materializou como barnabé, diretor do DAER.
Relembre:



-
Pertinho do Natal, ainda no DAER, ele já estava se transformando:





* * * * *


ponto dos parecidos


Mereço.
Fico sempre procurando pessoas parecidas. Já foram algumas dezenas.
Agora, o Gustavo e a Xuly chegaram do Uruguai com um parecido. Comigo.
O sujeito é carregador de malas na rodoviária de Colonia de Sacramento.
Taí:






* * * * *


ponto dos sumidos


Parece aqueles programas de rádio para encontrar parentes perdidos no mundo.
Só parece. É para que tenhamos notícias de pessoas que estão "sumidas" há tempo.
(Outro dia perguntei, no Facebook, se alguém tinha notícias de um jornalista, Ben-Hur Severo. Me disseram que faleceu. Não o via desde os anos 80.)
Certo? É só mandar o nome do seu "sumido" e alguma referência pelo jlprevidi@gmail.com


MILTON ZUANAZZI - Foi vereador de Porto Alegre, presidente da CRT e esteve em cargos do Turismo (?) no Governo federal. É de Bom Jesus.
Sumiu.
--

DOIS "CASOS SOLUCIONADOS"!!

Lembra que dei como "sumida" a Monika Blank, que entrou na Famecos em 1975, julho?
Pois é, um amigo, Marko Petek, é amigo de umas parentes dela.
A Monika mora em Porto Velho e tornou-se Monika Blank Basso. É professora de dança.
Ela tem perfil no Facebook - https://www.facebook.com/monika.blankbasso
-
O outro sumido, o ex-deputado estadual Renan Kurtz.
Foi o jornalista Nilton Fernando que o encontrou.
Está firme e forte em Santa Maria. Uma boa matéria, de abril deste ano, está no http://www.sedufsm.org.br/index.php?secao=noticias&id=2839



* * * * *


ponto midiático


PASSARALHO RADICAL - Muita fofoca quanto as mudanças na Rádio Gaúcha, que devem começar na próxima segunda, dia 4. Falam na troca de alguns apresentadores, que não convencem o ouvinte e os anunciantes. O chefe Cyro Plenipotenciário pode retornar a Santa Catarina.
Cá entre nós, duas coisinhas:
1 - Investir em profissionais de verdade;
2 - O Mazedão daria um jeito na Rádio - aquilo lá parece mais uma repartição pública decadente.
--
VALE A PENA CONFERIR - Trabalho da Maria Lucia Sampaio, filha do primeiro cartunista profissional do Estado, o Sampaio, irmão do Sampaulo. Vai!! http://sampaio-cartunistagaucho.blogspot.com.br/
--
CAPA - Do Zero Hora dominical cada vez melhor.
-
HUMOR - Cada vez melhor os ensinamentos semanais da editora-chefe do ZH.
-
ARTICULISTA - Flávia Moraes é uma boa cineasta, não?
-
MUITO BOA - Título da coluna do Luciano Potter, ao lado do Paulo Pagodinho Sant'Ana: EGOS POLUEM.
Hahahahaha!!!!!

--
FIM DE SEMANA MARAVILHOSO!!- No Zero Hora online:

(clica em cima que amplia)


--
DIRETO DO JORNAL NH - Recebo:
Tá bom!! E você que acha que bobagens são exclusividade da Capital... Pro "delegado", ciclista deve ser "crente das habilidades" e converter as curvas pagãs em  virtuosas retas??

(clica em cima que amplia)


--
NO FINALZINHO DE DOMINGO - Nele, claro, no ZH online. Meus sais!!!!

Baleado

Jovem é morto em suposto assalto no bairro Petrópolis, na Capital

Edison Rupp da Cunha, 20 anos, foi atingido por tiro na cabeça

(...) dois ou três homens se aproximaram de um grupo com cerca de 20 jovens que estavam na via, perto de um Siena, que estava aberto. Um dos assaltantes teria perguntado pelo dono do veículo.
O estudante Edison Rupp da Cunha, 20 anos, morador do Rubem Berta, teria levado um disparo na cabeça ao se mexer, após receber a ordem para passar as chaves do carro, segundo testemunhas. Ele morreu no local.
Os assaltantes fugiram sem levar o veículo. As investigações estão a cargo da Polícia Civil, que não descarta a possibilidade de homicídio.

--
PROJETO LEGAL - O jornalista Hélio Gama começou a fazer o jornal Almanaque, que vai circular às terças-feiras e trata de economia, negócios, política, variedades e comportamento. "Já estou fazendo o 13º número zero com muito trabalho mas também com muita satisfação", diz ele.
- Convido todos os amigos a conhecerem a publicação, bastando para isso enviar um e-mail para hgamacasa@terra.com.br para receber alguns exemplares. Quem quiser collaborar está aberto, porque estou fazendo sozinho, infelizmente, coisas que abrem caminho para todos.
--
NÃO INTINDI - Me embaralhei todo e, talvez por ser segunda, não consegui decifrar, nem lendo o "texto". Está no Diário Catarinense:

Polícia prende um dos suspeitos pelo homicídio de homem encontrado morto em capotamento em Florianópolis

Homem foi identificado pela vítima que sobreviveu, mas negou a participação no crime



* * * * *


ponto da eleição


CANALHICE -  Na revista Época: A deputada federal Manuela D´Ávila, do PCdoB do Rio Grande do Sul, enriqueceu – e muito. De 2010 para este ano, seu patrimônio aumentou 1200%. Saltou de R$ 14 mil para R$ 184 mil. Destaque para a sua conta poupança no Banco do Brasil, que saiu dos R$ 9 mil e chegou aos R$ 94 mil em quatro anos.
Sempre acreditei que eu seria o último a defender a Musa Comunista, mas o que estão fazendo com ela é uma baita sacanagem. 184 mil reais de patrimônio??!! Ela não compra nem um apartamento na Restinga!!
Tem dois mandatos de deputada federal e um de vereadora. Além disso, sua família está acima do que se chama de classe média - pelo que sei sua mãe é desembargadora.
Esse "enriqueceu" da revista é até engraçado, se não fosse canalha demais.
--
CASAS AA - Neste final de semana a candidata ao Governo Ana Amélia Lemos percorreu várias cidades da Grande Porto Alegre e Vale dos Sinos. Inaugurou Casas de Ana Amélia, nome dado aos comitês de campanha da coligação."Nossas Casas representam a chegada da esperança nas cidades e serão, também, os lugares que irão centralizar a distribuição dos materiais de nossa campanha", explicou a candidata.
No domingo a candidata esteve em Carlos Barbosa na Festiqueijo e em Farroupilha, visitando a Festa Nacional do Kiwi.
Hoje fica em Porto Alegre. Às 15h30min, visita à Granpal (Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre).
--
JOVENS COM TF - O governador Tarso Genro participou, na manhã de ontem, do Encontro Estadual da Juventude do PT. O evento – que ocorreu na sede da Adesbam, na Zona Sul de Porto Alegre, durante todo o final de semana – foi encerrado com a participação de jovens dos partidos que fazem parte da Unidade Popular Pelo Rio Grande (PT, PTB, PCdoB, PPL, PTC, PR, PROS).
Tarso chegou ao local e foi recepcionado com dezenas de pedidos de "selfies". Antes de ir embora, brincou com os participantes que cantavam "Pula, Tarso" e pulou junto com a juventude da Unidade Popular.
Ao falar, Tarso agradeceu o apoio da militância jovem na criação o Programa Universidade para Todos (Prouni), quando era ministro da Educação de Lula (2004-2005). A plateia se divertiu com a imitação que Tarso fez do ex-presidente, ao contar detalhes da criação da política, que já beneficiou mais de um milhão de estudantes de baixa renda.
--
SÓ ESSES? - Pois é, recebo apenas material de Ana Amélia e Tarso Fernando.


* * * * *


ponto g


UM BRASILEIRO 10 - Morreu na sexta passada o astrônomo Ronaldo Rogério de Freitas Mourão, de 79 anos.
Ele estava internado no Hospital Quinta D'or com pneumonia dupla. O astrônomo também sofria do Mal de Parkinson. Há cerca de duas semanas, Mourão sofreu um AVC hemorrágico.
Fundador do Museu de Astronomia e Ciências Afins e pesquisador e sócio titular do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, Ronaldo Rogério de Freitas Mourão ficou conhecido como uma das maiores autoridades em astronomia do Brasil.
--
A NOSSA GUERRA - O designer Rick Jardim escreve:
Pela primeira vez assisto na tv a notícia de que o Hamas não respeitou a trégua estabelecida e mandou foguetes contra Israel. Também pela primeira vez vejo um âncora fazendo uma relação entre as mortes numa guerra aberta como de Israel e Palestina e os mortos no Brasil, sem guerra alguma. E terminou dizendo: morre 10 vezes mais gente sem guerra alguma no Brasil do que no conflito do Oriente Médio! Estaremos acordando para a nossa sangrenta e mortal realidade? Estaremos abrindo os olhos para o nosso "genocídio" particular?
--
SERÁ QUE É REAL?? - Assustador! Ele mesmo, Macaulay Culkin, do filme Esqueceram de Mim:


--
NÃO PODE NEM COM AS CALÇAS - A EGR, que deveria cuidar de algumas estradas gaúchas, não faz nada que preste, desde que foi criada. As estradas sob a "responsabilidade" da estatal estão praticamente abandonadas. Aliás, faz sim: cobra pedágios.
Aí, olha essa triste notícia:
A Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) publicou na última quarta-feira, 23 de julho, edital para implantação e sinalização de uma ciclovia na ERS-239 em Rolante. A ciclovia terá quase 3,7 quilômetros, e estará localizada no trecho da rodovia entre a Escola Municipal Farroupilha e o final do calçamento na zona urbana de Rolante.
A concorrência será julgada pelo menor preço, sendo o valor máximo admitido de R$ 1,788 milhão. A abertura das propostas ocorrerá no dia 22 de agosto. O prazo para a conclusão da obra é de quatro meses, a contar da assinatura do contrato. A fiscalização da obra será feita pela EGR, que realizará inspeções sem aviso prévio.
Vão se meter com ciclovias!!! Pobres ciclistas!!


* * * * *


ponto da piadinha





* * * * *


ponto final


A CIGANA

Paulo McCoy Lava, jornalista

Há pouco encerrei ligação telefônica, que, tudo indica, era trote. Do outro lado da linha, uma mulher de nome Silene (ou Milene. Whatever...), se apresentou como cigana. Mas, antes de prever meu futuro, ela disse que a ‘consultoria’ (!) deveria ser paga de forma antecipada – questão apenas de eu fornecer o numero do meu cartão de crédito. Infelizmente, ela não trabalha com o grupo American Express e, por isso, fiquei sem saber o que vêm pela frente.
Por outro lado, a ligação me fez recordar um determinado ano no qual eu era aluno do Becker High School (escrever ‘estudante’ seria exagero). Na escadaria do mesmo, distraído com leitura de revista, sequer percebi a chegada de uma cigana. Tanto ela insistiu, que deixei ela ler minha mão. Ao final, ela disse que no futuro eu viajaria para o continente Africano e que, em um bairro afastado de uma cidade da Angola, eu iria conhecer o grande amor de minha vida. Porém, ela alertou-me para ter cuidados com jardins e árvores. Para resumir: Não, nunca fui para Angola. Porém, quando vejo na TV filmes e/ou noticias sobre alguma cidade de lá, me pego pensando coisas do tipo “O que eu não devo estar perdendo, hein?”

--

DEMISSÃO POR JUSTA CAUSA IDEOLÓGICA,
ANTES DE ASSINAR CONTRATO

Gilnei Lima, jornalista

Estive no ar em sete edições de programa jornalístico diário na TV, como apresentador e editor-executivo. Fui 'remanejado' para apresentar um programa de entrevistas e debates - Conexão política - com exibição uma vez na semana.
Fui censurado no dia da estréia no novo programa.
Eu sou realmente o máximo, como profissional de imprensa! Consigo ser demitido, antes mesmo de ser oficialmente contratado.
Me descobri como o másquimo. Mais que máximo!
Ainda bem que tenho amigos de fé, como o Martin Tj, que vez ou outra abre uma janelinha para eu não enferrujar. Há duas semanas fiz parte da equipe de apresentadores do Pampa na Madrugada. Uma noite muito feliz.


Sexta, 25 de julho de 2014 - parte 2


Atualizado diariamente até o meio dia.
Eventualmente, a tarde, notícias urgentes.







PREVIDI@PREVIDI.COM.BR E
PREVIDI01@TERRA.COM.BR NÃO EXISTEM MAIS!!





ponto especial



O PASSARALHO DA RÁDIO GAÚCHA VEM AÍ



A excelente apresentadora Gabriele Chanas resolveu deixar a Rádio Gaúcha para se dedicar ao Zero Hora e ao blog de noivas. Teve problemas no jornal e não está mais na RBS.
Sara Bodowski, que começou a aparecer na madrugada da Gaúcha, foi para a TVCOM. Não está mais no "Tudo +", que agora está com a maravilhosa Regina Lima. Sara está apenas na Rádio CBN.
-
Me contam que a maioria dos diretores da RBS está de férias. E voltam a trabalhar em agosto. Na segunda, dia 4. E, aí a notícia mais do que ruim: há uma lista de dispensas na Gaúcha.
O certo é que a audiência caiu bastante nas tardes da rádio.
De modo geral, o departamento comercial está tendo muitas dificuldades em vender os atuais comunicadores.
O empresariado não conhece os atuais apresentadores. Nomes conhecidos no jornalismo? Olha, tirando o Mazedão e os irmãos Benfica... Pedro Ernesto, conhecidíssimo, não apresenta mais o  programa Show dos Esportes - apenas o Sala de Redação, que tem "vidas própria". Quem mais?
Infelizmente, vamos aguardar.